Traslados no Exterior para casos de emergência

Quem vai viajar, sabe que está vulnerável a qualquer imprevisto, por esse motivo é importante ficar atento em saber como recorrer a solução exata em caso de situações emergenciais. Se algo de grave acontecer, o que é possível fazer? Existe algum órgão que se responsabilize a prestar auxílio em casos de emergência? A resposta é sim! E nós vamos sanar suas dúvidas neste post. Confira só:

Embaixada brasileira

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, caso você passe por alguma situação emergencial no exterior, que envolve risco à vida, segurança ou dignidade, o consulado ou embaixada mais próximos devem ser imediatamente contatados. As emergências são: Detenção, tráfico de pessoas, violência, maus tratos, catástrofes naturais, acidentes, falecimentos e deportação.

Como proceder neste caso?

O Ministério das Relações Exteriores dispõe uma lista de embaixadas e consulados presentes em diversos países, com seus contatos. Caso ocorra algum problema e haja necessidade de entrar em contato fora do horário comercial, o MRE disponibiliza números de celulares que estão em plantão, para cada determinado país.

Apoio aos familiares

Se os familiares precisarem de um suporte ou qualquer tipo de assistência, o procedimento é um pouco diferente. É preciso que entrem em contato com o Núcleo de Assistência Brasileiros, cuja sede é em Brasília. Tal instituição é responsável por encaminhar as solicitações à embaixada e por fim fazer a intermediação entre contatos de familiares de brasileiros que estão fora do país.

O núcleo pode ser contatado de segunda a sexta no horário das 8h às 20, pode ser por e-mail, por telefone ou até pelo pela página do Portal Consular. Quando for solicitar ajuda, é essencial que possua o máximo de informações sobre a situação em mãos, tais como: nome, data de nascimento, filiação, número de passaporte e um relato da emergência, junto com telefones para contato.

O ministério afirma em que casos relacionados a problemas de saúde, o consulado está apto a disponibilizar informações sobre hospitais e consultórios que oferecem um atendimento gratuito em outros países. Mas isso vai variar muito de acordo com o local de destino. Vale lembrar que o órgão não se responsabiliza pelos custos e demais despesas médicas. Por isso, o MRE recomenda que o turista faça um bom seguro de saúde antes de sair viajar.

Se houver falecimento de um brasileiro no exterior, o MRE declara que não está previsto por lei a obrigatoriedade de custear as despesas com o funeral ou ao traslado para o Brasil. Esses custos deverão partir da família do cidadão e dos conhecidos. Em último caso, na falta de recursos financeiros, o corpo será sepultado no exterior pelo governo local.

Para saber mais informações a respeito de traslado, basta acessar a página do Ministério de Relações Exteriores. Lá você encontrará a relação completa das embaixadas e consulados presentes em diversos países, bem como seus contatos e endereços.Apesar de tudo, não se esqueça de contratar um boa assistência viagem, assim você poderá aproveitar seus dias no exterior com muito mais tranquilidade e segurança! Usando um comparador como o multiseguroviagem.com.br, é muito prático, rápido e fácil. Depois disso é só preparar suas malas e curtir bastante muito sua viagem!